Presente de Anninha

Presente de Anninha

domingo, 19 de junho de 2016

Leveza

" Tudo que é valioso não tem peso . Ser leve ė ser livre , ser leve ė simplesmente ser " .
Yoskhaz

Poço dos desejos

Estou começando a desconfiar de que o amor da minha Vida sou eu .

sexta-feira, 1 de abril de 2016

Se você é mãe de um gay, talvez esta carta seja pra você. Veremos : Caicó, 30 de Março de 2016 Mãe de gay Saudações... Hoje a tarde, mais precisamente às 15 horas, sacrifiquei o meu recreio para te escrever esta carta. Uma carta escrita a mão... Uma carta escrita a mão, passa mais emoção pensei com meus botões... As crianças por serem loucas por mim, não me deram trégua, sacrificaram o Recreio para terem a minha companhia. Não adiantava dizer que estava fazendo algo importante e eles tiraram a minha atenção naquele exato momento. O amor deles por mim é algo contagioso e intenso. O jeito foi dá atenção as crianças e escrever ao mesmo tempo. Lembro-me com riqueza de detalhes que comecei a carta, desejando bater a sua porta e dizer quanto seu filho é especial : ele é doce, meigo, sensível, dedicado, respeitável, entusiasta, alegre, divertido e são tantos os predicados positivos que passaria o dia inteiro em sua casa para expressar ccon palavras todos os seus atributos positivos e não seria suficiente. Defeitos? Claro que ele tem, afinal, quem não os têm? Um mosquitinho me falou que você não aceita seu filho só pelo simples dele ter vindo ao mundo gay. Como é que você tem a coragem de negar algo que você mesma gerou, amamentou, limpou cocô , nariz catarrento, deu banho, estava lá na primeira queda, no primeiro tombo, certamente também estava lá quando ele balbuciou a primeira palavra. Foi você que o levou para o parque, para o circo, para o piquenique, para a pediatra e no primeiro dia de aula quase morre do coração por deixar ele na escola chorando. Eu me recuso a acreditar que é possível uma mãe, um pai, não aceitar o próprio filho na condição que ele vier. Seja com alguma deficiência, alguma anamolia, com algum distúrbio, preto, branco, amarelo ou pardo. Ou simplesmente pela sua opção sexual. Digo de todo o meu coração e toda a minha alma : não vejo nada demais alguém ser gay ou lésbica. Gente igual a mim, nem mais e nem menos. Queria que todos os gays do mundo visse o mundo pelo meus olhos, assim eles não sofreriam nem um tiquinho e se amariam verdadeiramente exatamente como são. Sem culpas, sem medos e sem complexos. Como não posso dá a eles esta minha leveza de encarar tudo com a devida naturalidade, posso pelo menos mostrar ao mundo quanto os amo e quanto visto a camisa deles. Mãe, já não basta ter que enfrentar os preconceitos dos outros e ter que aguentar a crueldade da própria mãe? Quando estas coisas negativas parte da própria família, a dor é dobrada. Gay não veio ao mundo pra sofrer, pra ter que aguentar preconceitos e piadinhas. Gay veio ao mundo pra ser feliz como qualquer outro simples mortal. Quando gays não já morreram por falta de apoio dentro de casa? Alguém já colocou a sandália de um gay? É hora mãe de se colocar no lugar do seu filho. Pensa que ele teve uma vida fácil? Já se reportou a infância dele? A adolescência? Os conflitos? As angústias? As dúvidas? O medo? A culpa? A insegurança? O medo de não ser aceito. Enquanto você poderia está lá pra abraça -lo e conforta-lo, preferiu criar esta barreira do preconceito entre vocês. Pare de ser egoísta, seu filho tem todo direito de ser feliz, independente de sua opção sexual. Amar não é pecado, nunca foi e nunca será. Ser homossexual não é doença e nem pecado. Vou te dizer uma coisa curta e grossa : se o gay for para o inferno como dizem alguns desinformados, você vai junto porque foi você que o gerou. Ele é obra sua. Felizmente, você ainda tem tempo de recuperar o tempo perdido e pedir perdão ao seu filho por ter sido tão má. Amo o. A vida é tão breve. Não perca nem mais um segundo... P. S - Se alguém conhecer a mãe de algum gay que não o ama como gay, por favor, entregue esta carta que é pra ela. E se você tiver tiver um tempinho melhore a redação desta carta e a envie também. Como desejei ser uma Rosa de Saron Morais, uma Lídia Martins, Marla de Queiroz, uma Be Lins, Suzana Guimaraes ou Paula Barros, sabendo eu manusear com maestria as palavras iria tocar o coração de pedra desta mãe. Mesmo não sendo escritora e nem poetisa, juro que eu tentando chegar ao coração desta mãe, para isto conto com a sua ajuda meus amigos. Maria Socorro de Araújo Lopes O vídeo é uma oração que fiz para todos os gays do mundo. O silêncio dos meus passos falam por mim. Cai, levantei, dei a volta por cima e sou uma vencedora. Amo meus quatro filhos sejam quais forem suas opções sexuais. Contem sempre comigo E você faz parte do meu time? Maria Socorro de Araújo Lopes

sábado, 5 de abril de 2014

'Lave a poeira de sua Alma e o coração com a água da sabedoria.'~ Rumi Via Miscelânea

Palavras jogadas ao vento ...

Palavras jogadas ao vento ...
Sopre cinzas pela janela ... Guardar sentimentos como mágoa , ressentimento , rancor e ódio , envenena o coração e atrai doenças como o câncer e outras tantas ... Então meu amigo , minha amiga , jogue todas coisas ruins ao vento e pode ter certeza não irás colher tempestades , não . O vento filtra todas as coisas negativas e as transforma em poesia

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
SOU UM GRÃO DE MOSTARDA ...